22 de fevereiro de 2010

RE: Eu, eu mesmo e Fernando Braida

Se alguém, por algum acaso chegou a ler o post intitulado "Eu, eu mesmo e Fernando Braida" tenho que explicar os fatos que sucederam depois.

Primeiro: Não me declarei. Na verdade eu tinha já falado que não me declararia. Só estou aqui pra confirmar isso!
Se alguém viu o post que estava programado para o dia 21, viu a minha situação.

Segundo: Meus sonhos parecem cada vez mais confusos, por incrível que pareça. Começando então uma faculdade amanhã, me deixa mais confuso sobre o futuro.

Cheguei a conclusão de que as amizades são o que importam nessa vida! Preferi não perder uma e adorei saber que ainda tenho uma antiga, mesmo depois de alguns fato virem a tona. Isso realmente me incomodava e percebi que eu temia à toa. Amizade que é amizade mesmo, de verdade, não acaba por motivos "tolos".

Agora eu acho que consigo viver um pouco mais a minha vida. Viver mais "feliz"! Mas não mais impulsivo ou corajoso.

Descobri que a pessoa que eu gosto, gosta de outra pessoa, mais bonita e provavelmente mais interessante do que eu.
Bem... não descobri isso! Deduzi!
Sei lá... a possibilidade de conhecer novas pessoas amanhã (hoje) tem me animado!
Passei um ano improdutivo em 2009.

Hoje acordei cheio de decisões que ao longo das horas foram se perdendo.

Cada dia que passa estou mais confuso e mais perdido...

Por que raios o sino da igreja está tocando a uma e meia da manhã?
Talvez os sinos estejam como eu, eufóricos pelo novo dia que vai começar e não aguentam espera mais.

Vida nova que começa hoje! Novos planos! Novas atitudes!

Espero sorte para esse 2010 que se inicia!

Até breve!

Um comentário:

  1. Obrigda por ser um seguidor do meu Blog.
    Seja otimista e veja em cada amanhecer um recomeçar.
    Um abraço! Neneca.

    ResponderExcluir